Webmail    |    Intranet

Boletim Técnico 100


Atualize suas tabelas de recomendação gratuitamente


Os proprietários do Boletim 100 eletrônico podem atualizar as tabelas de adubação gratuitamente, à medida que elas são alteradas pelos pesquisadores do IAC. Assim, não é necessário adquirir outra cópia ou versão do programa para manter as recomendações atualizadas.


Recomendações de adubação para uvas finas para mesa e para uvas comuns


No final de 2007 foram feitas alterações nas recomendações de adubação para uvas, levando em conta que novas variedades estão sendo cultivadas. Além disso, foi detectado que as tabelas antigas tinham recomendações de doses um tanto altas de nitrogênio. O arquivo de atualização para uvas disponível nesta página contém recomendações para 88 combinações de variedades e idades de uvas (que são automaticamente instaladas com um só arquivo).


M.M Terra; M.A. Techio, E.J.P. Pires & L.A.T. Junqueira


Recomendação de adubação para coqueiro anão no Estado de São Paulo


O cultivo de coqueiro no Estado teve grande expansão nos últimos anos, visando atender o mercado de água de coco. Em 1993, havia cerca de 100 ha cultivados com coco no Estado de São Paulo, em 2003, segundo o IBGE, os coqueiros ocupavam 26.000 ha no Estado, um aumento de área 26 vezes no período de dez anos.


Ocorre que esta cultura é nova por aqui - tradicionalmente coqueiro é coisa de praia do Nordeste! - e os plantios foram feitos sem muita base tecnológica local, pois todo o “pacote” de recomendações era decorrente da experiência do Nordeste. Assim, até hoje os coqueiros no Estado de São Paulo eram plantados e adubados sem critério técnico.


Com o apoio da FAPESP, foi estabelecida uma parceria com a UNESP-Ilha Solteira e com um produtor de Pereira Barreto, SP, que permitiu implantar um experimento de adubação de coqueiro em junho de 2000. Com base neste experimento e em outros resultados de pesquisa foi elaborada uma tabela de adubação para a cultura. A recomendação de adubação segue os padrões do Boletim Técnico 100 do Instituto Agronômico (SP). Há recomendações para a fase de formação da planta (até 5 anos) e para a fase de produção. As doses de fertilizantes são calculadas com base na idade das plantas, na produtividade esperada e nos teores de P e K e micronutrientes disponíveis no solo.


Luiz A. T. Junqueira & Ondino C. Bataglia



Sede do Instituto Agronômico
Avenida Barão de Itapura, 1.481
Botafogo
Campinas (SP) Brasil
CEP 13020-902
Fone (19) 2137-0600

APTA SECRETARIA DE AGRICULTURA E ABASTECIMENTO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO